Área do Integrador

NotíciasApple Watch: 5 motivos para utilizar esta interface em smart home!

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Conheça 5 motivos explicam por que o Apple Watch está se tornando interface preferida de muitos usuários de automação residencial!

Qual é o melhor método – ou seu método preferido – para controlar uma casa inteligente?

Graças à popularização do mobile na última década, os smartphones se tornaram a interface-padrão para smart home em geral. Não era por menos, já que estes aparelhos habilitaram o comando remoto, personalizado e em tempo real de casas automatizadas.

Antes disso, os sistemas eram limitados a painéis ou os clássicos interruptores de parede, totalmente analógicos e restritos ao controle avançado.

Com a hegemonia móvel consolidada, será que a automação residencial poderia ir além no campo de interfaces de comando?

Em 2015, o desenvolvimento de wearables – os aparelhos digitais “vestíveis” – mostrou que era possível, com o lançamento do Apple Watch. O inesperado aparelho da Apple prometeu redesenhar o segmento de relógios, integrando aplicativos, áudio e chamadas telefônicas.

Muitos especialistas que condenaram a tecnologia como um supérfluo, mostram agora que a empresa estava certa em apostar neste mercado. Segundo a consultoria Gartner, a previsão é que 48,2 milhões de smartwatches sejam vendidas no mundo em 2018.

Hoje, o Apple Watch é uma interface usada além do entretenimento, sendo muito relevante para automação residencial. As melhores marcas contam com esta opção de integração em suas soluções, cada vez mais requisitada aos integradores.

Mas, por que o Apple Watch é uma excelente interface para a automação residencial? Nesta postagem, daremos 5 razões para não abrir mão desta poderosa interface em seus projetos!

  1. Instalação simplificada
  2. Configuração de cenas domóticas
  3. Siri: a assistente por voz do Apple Watch
  4. Notificações para controle de segurança da casa
  5. Edição completa de interfaces

1. Instalação simplificada

Apple Watch em modo de espera

Ao contrário de outras interfaces, integrar o Apple Watch na automação residencial é muito mais fácil do que parece.

Parte das soluções de automação residencial utilizam os próprios aplicativos desenvolvidos para gerenciamento de seus sistemas. Neste método, basta acessar a App Store em seu Apple Watch, baixar e instalar a aplicação no dispositivo de comando.

Contar com uma solução com aplicativo de fábrica, sem dúvidas, é muito mais vantajoso para o instalador. Principalmente, por não se preocupar com edições de interface – economizando tempo de instalação – e pela autonomia garantida ao usuário final.

Contudo, é preciso contar com uma marca fabricante de qualidade no desenvolvimento. Para isso, o integrador deve ficar atento se os aplicativos oferecem:

  • Atualizações, versões novas do app para sistemas operacionais do Apple Watch;
  • Usabilidade e design intuitivo, favorecendo o rápido aprendizado do cliente;
  • Compartilhamento familiar, para uso múltiplos usuários da smart home.

Em outra mão, existem soluções que oferecem um pareamento através do aplicativo Home, disponível para usuários da loja. Este método associa o sistema aos demais sistemas residenciais autônomos, como iluminação inteligente ou câmeras de vigilância.

Este formato parte do princípio de produtos inteligentes com configurações de protocolo com o sistema Apple HomeKit, em geral, muito mais caros no Brasil.

Portanto, avalie os prós e contras das metodologias antes de partir para instalação!

2. Configuração de cenas domóticas

Automação Residencial com Apple Watch integrado ao Module

O que seria da casa inteligente, sem sua capacidade de controle total e sincrônico de seus recursos pelo usuário?

As cenas domóticas são o maior trunfo das soluções de casas automatizadas sobre os produtos stand-alone. Constituídas como conjuntos de comandos de sistemas residenciais, as cenas configuram e personalizam o funcionamento ao gosto do usuário.

Mas, quais os benefícios que esta opção do Apple Watch têm em relação as demais interfaces?

Primeiro, pela praticidade de comando. Lembra dos aplicativos de sistemas de automação citados no primeiro tópico? Estes sistemas permitem que o usuário modifique sua automação com poucos toques em seu smartwatch, muito mais rápido do que no mobile.

Porém, a uma opção ainda mais interessante, o controle por comando de voz. Com suporte desta tecnologia, você pode disparar cenas falando diretamente com o relógio.

Em segundo lugar, pela economia de tempoApple Homekit, você terá de baixar o aplicativo deste produto inteligente e controlá-lo individualmente.

Com as cenas, toda a automação residencial se torna centralizada no Apple Watch!

Sem contar que as soluções que automatizam os cinco pilares de smart home – iluminação, climatização, segurança, motorização tubular e áudio e vídeo – estão muito mais avançados em do que o Apple HomeKit.

Com estas plataformas (sobretudo, sistemas wireless), seus serviços contaram com a flexibilidade de oferta às demandas do usuário, integrar outros tipos de automação e opções de assistentes de voz – como Amazon Echo e Google Home.

3. Siri: a assistente por voz do Apple Watch

Assistente de voz do Apple Watch

Os assistentes de voz são a “bola da vez” no mundo da tecnologia residencial ultimamente. Já abordamos os benefícios da automação por voz em vários textos nos últimos meses.

Chegou a hora de falar da Siri, a prestativa assistente virtual do ecossistema da Apple.

A Siri é uma aplicação de inteligência artificial para auxiliar a navegação dentro dos sistemas operacionais iOS, macOS e watchOS. O mais interessante deste projeto, é sua precocidade: foi criado em 2011, muito antes da Alexa e Microsoft Cortana (2014).

Embora auxilie os usuários dos Macintosh e iPhones há sete anos, apenas em 2015 que este recurso foi incorporado à automação residencial. Porém, a empresa não contava com a expansão do mercado de gadgets de voz, capitaneado pelo Amazon Echo.

Em 2018, a Apple lançou seu smart speaker, o Apple HomePod, que promete ser uma das tendências tecnológicas de 2018.

Voltando ao Apple Watch, a Siri já permite a execução de ordens para comandos individuais em automação. Embora não responda como outros assistentes virtuais (é preciso conferir a resposta), já está disponível em português.

Por mais que o Apple esteja começando no segmento de gadgets, apostar na Siri é um bom início para seus projetos.

4. Notificações para controle de segurança da casa

Usuário de iPhone e Apple Watch

Segurança e a capacidade de monitoramento são dois fatores essenciais para que o usuário tenha confiança sobre sua automação residencial.

O Apple Watch tem recursos complementares à casa inteligente para manter o bem-estar da residência e integridade de seus moradores. Um deles é o gerenciamento remoto, por meio de notificações push direto no aplicativo do sistema de automação.

Estas mensagens informam o status de dispositivos de entradas, através da instalação de sensores de portas e janelas com acelerômetros. Ao sinal de tentativas de arrombamento, o próprio sistema retornará um aviso de alerta ao portador do smartwatch.

Caso os demais periféricos de automação acusem avarias ou falta de bateria, o aplicativo informará seu estado para manutenção.

Em complemento, há aplicações que permitem o agendamento de tarefas. O usuário pode configurar o desligamento completo ou acionamento da smart home com horário marcado. Esta funcionalidade é ótima para economizar energia elétrica e facilitar a vida do usuário.

Por fim, destacamos que o Apple Watch também é um wearable de chamadas telefônicas! Esta facilidade está disponível apenas para detentores de iPhones, permitem ligações uma vez que o aparelho esteja pareado ao smartphone.

5. Edição completa de interfaces

Apple Watch Module

Por último, mas não menos importante, as soluções domóticas mais avançadas oferecem softwares para edição do aplicativo para Apple Watch.

Estes programas são bastante recomendados para integradores que buscam desenvolver uma experiência completa para o usuário de automação. Você ganha autonomia para personalizar o funcionamento de cenas e utilizar templates prontos para o visual do aplicativo.

Os softwares são opções exclusivas para profissionais, mas nem sempre são acessíveis. Variam, sobretudo, ao grau de facilidade de administração e o nível de trabalho em cada tipo de solução.

Eles podem ser divididos em dois tipos de programas:

  • Softwares de gerenciamento de cargas, para identificar dispositivos e criar cenas;
  • Softwares de interface, para criar telas com templates e outros elementos de design.

Eles trabalham junto à programas para desenvolver toda a interface do smartwatch, assim como demais dispositivos de controle. Desta forma, interpretam, executam e exportam interfaces para o aplicativo final fornecido ao usuário.

Antes de escolher a melhor solução de automação para seus serviços, observe atentamente este fator. Além disso, confira se a fabricante fornece estes produtos gratuitamente.

Conclusão

Ativação do Apple Watch

O Apple Watch se tornou praticamente a marca referência para o cliente potencial de smartwatches. Estima-se que até 2021, a empresa controlará cerca de um quarto do mercado mundial, um império que já está em sua terceira série de produtos.

Como resultado, é essencial que o integrador esteja associado a fabricantes de automação residencial que forneça esta opção de comando.

Por mais que o relógio inteligente tenha grande poder de controle, nada disso funcionará sem uma instalação robusta em sistemas de casa automatizada. Dê preferência àquelas marcas com manutenção e suporte de projetos local, credibilidade e automação completa.

Não perca mais tempo! Conheça neste link mais benefícios da automação residencial.

Quer saber mais sobre smart home? Cadastre-se abaixo no newsletter e receba nossas atualizações semanalmente!



Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Empresa Beneficiada pela Lei de Informática nº 8248/91

r.ramos